Que bolsas existem?

Uma das apostas do Cofre, é a promoção do desenvolvimento de competências pessoais, sociais e profissionais, que garantam a igualdade de oportunidades. Outra, incide na melhoria das condições de vida dos associados e dos seus familiares, e na diminuição do esforço de muitas famílias. É neste âmbito que surge a concessão de Bolsas de Estudo, Bolsas para Frequência de Creches e Bolsas Sénior.

O novo Regulamento das Bolsas de Estudo concede um maior apoio social a quem mais necessita, prevendo-se a atribuição de 25 bolsas para estudantes do ensino superior, cinco das quais para pessoas com deficiência.

O Regulamento das Bolsas para Frequência de Creches, estabelece as normas de atribuição de bolsas para frequência do referido tipo de equipamentos por crianças provenientes de agregados familiares em situação de vulnerabilidade económico-social.

O Regulamento das Bolsas Sénior estabelece as normas de atribuição de bolsas aos idosos de escassos recursos económicos, associados do Cofre ou integrantes do seu agregado familiar, que pretendam ser integrados numa Residência Sénior. O seu número é determinado anualmente e dependem do valor da verba inscrita para o efeito, no orçamento do Cofre.

A quem se destinam?

A Bolsa de Estudo destina-se a candidatos a bolseiros os associados, filhos, adotados ou netos, que frequentem ou estejam a ingressar no ensino superior e que integrem agregados familiares carenciados.

Estas bolsas são destinadas ao grau de Licenciatura, Mestrado Integrado, Doutoramento e Curso Técnico Superior Profissional.

A Bolsa para Frequência de Creches é um apoio financeiro a prestar pelo COFRE aos seus associados, no âmbito das despesas por estes suportadas com o acompanhamento e educação de crianças com idades compreendidas entre os três meses e os três anos de idade.

A Bolsa Sénior é um apoio social direto aos associados do Cofre, seus ascendentes, descendentes, incluindo adotados e tutelados, e cônjuges ou equiparados, financeiramente carenciados.

Abrange idosos que se encontrem alojados num lar de terceira idade/ residência sénior e que integrem agregados familiares economicamente carenciados.

Condições necessárias
Como solicitar

O que tenho que fazer
para ter acesso à Bolsa? Quais os prazos?

Basta preencher e enviar o formulário correspondente e os documentos requeridos no mesmo.

As candidaturas para atribuição de Bolsa de Estudo estão abertas entre 1 de setembro e 15 de outubro. Sugere-se a leitura atenta do seu Regulamento de Atribuição para conhecimento dos critérios de seleção.

As candidaturas para atribuição de Bolsa para Frequência de Creches estão abertas entre 1 de setembro e 15 de outubro. Sugere-se a leitura atenta do seu Regulamento de Atribuição para conhecimento dos critérios de seleção.

As candidaturas para atribuição de Bolsa Sénior estão, abertas entre 1 de janeiro e 15 de fevereiro. Sugere-se a leitura atenta do seu Regulamento de Atribuição para conhecimento dos critérios de seleção.

Quando e como recebo
a Bolsa?

Após análise e seriação, será apresentada a lista final dos candidatos elegíveis.

O valor da Bolsa de Estudo (pago durante 10 meses), da Bolsa de Frequência de Creches (paga durante 11 meses) ou da Bolsa Sénior (vigora durante 12 meses), será efetuado através de transferência bancária para a conta indicada na candidatura, entre os dias 20 e 25 de cada mês.

Quando é atribuída
Cofre de Previdência